segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Crendices, superstições e outras manias.

A crendice reúne o que a mente humana criou para se distrair e proteger-se.
O medo é o grande gerador dos crendeiros: medo do inferno, medo do diabo, medo do purgatório, medo de pecar, medo de ser perseguido por espíritos, medo de feitiço... Todas essas fobias criam pessoas crendeiras e supersticiosas e um sincretismo de crenças engendradas para transformar pecados em virtudes.
O crendeiro está em toda parte, em todo meio social, entre o povo e a alta sociedade, entre pobres e ricos, entre ignorantes e eruditos.
As origens das crendices e superstições são tão antigas quanto a própria humanidade. No Brasil, chegaram com os portugueses, mesclaram-se às crenças dos indígenas e posteriormente as dos africanos escravos. E com o decorrer do tempo foram incorporadas à cultura brasileira juntamente com as crenças de outros imigrantes que aqui aportaram.

Algumas crendices, superstição ou manias:

 Crendices gerais
• Comer frutas com grãos no Ano Novo (uva, romã, etc) para ter sorte e fortuna durante o ano todo que está começando

• Ferradura atrás da porta afasta o mau olhado
• Sal no fogo afasta visitas
• Varrer os rastros de uma pessoa afasta-a para sempre
• Derramar açúcar traz sorte
• Quando o grilo canta dentro de casa é sinal que se receberá dinheiro.

Crendices e superstições ligadas a namoro, noivado e casamento
• A jovem que pega o buquê da noiva será a próxima a casar
• Varrer os pés de moça solteira, não casa naquela ano
• Moça que abre sombrinha dentro de casa fica "para titia"
• Quando a fumaça do cigarro forma um círculo é por que a pessoa amada está pensando na outra.

Ligadas à gravidez, ao nascimento ou recém-nascido
Não deve pular cerca, senão a criança nascerá aleijada
• Quando a grávida tem desejo e não é atendida, a criança nasce de boca aberta ou fica "babão", e quem não atende fica com terçol
• Criança que ri dormindo está sonhando com os anjinhos
• Para passar soluço do nenê, deve-se colocar na testa do mesmo um fiapo de lã, de preferência vermelho; colar com a saliva da mãe.


Logo terá mais.....

2 comentários:

Andradarte disse...

São mesmo crendices....verdade????
Beijo

Wolly disse...

Crencices ajudam as pessoas viverem uma "realidade a parte" e as vezes isso pode ser perigoso!

check-matte.blogspot.com

passa la deixe seu comentário! sua dida! e me siga!