terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Emoções

Todo sistema que se replica precisa classificar o ambiente em favorável, indiferente e hostil à nossa sobrevivência. O DNA teve que aprender a monitorar o mundo e identificar sua qualidade. Nos animais, a evolução criou os sistemas sensoriais para monitoramento do ambiente, e as emoções como avaliações das qualidades desse ambiente em função dos interesses desses animais.
A ansiedade é um sentimento de apreensão desagradável, vago, acompanhado de sensações físicas como vazio (ou frio) no estômago (ou na espinha), opressão no peito, palpitações, transpiração, dor de cabeça, ou falta de ar, dentre várias outras.

O medo é um sentimento que proporciona um estado de alerta demonstrado pelo receio de fazer alguma coisa, geralmente por se sentir ameaçado, tanto fisicamente como psicologicamente. Pavor é a ênfase do medo.

A raiva é a reação emocional imediata à sensação de se estar sendo ameaçado, sendo que esta ameaça possa produzir algum tipo de dano ou prejuízo. Toda vez que alguém ou algo se choque com o bem-estar de outra pessoa, com o seu prazer, irá imediatamente produzir a chispa da raiva. Esta poderá abrandar-se logo ou atear incêndio, dependendo da área que tenha atingido.

A indiferença tem um poder devastador. Ela é a companheira doentia do dominador e opressor, também dos que preferem as desigualdades, a violência, o ódio e a morte. Os indiferentes, de uma forma ou de outra, ferem, rejeitam, excluem, matam. Está correta a conclusão: o contrário do amor não é o ódio, mas a indiferença.
A Alegria é expressada por sorrisos, contentamento, em seguida pode ser verbalmente agradecida. O tempo até passa mais rápido do que você imagina, o estímulo da alegria vem através dos cinco sentidos que dão prazer, e logo a alegria. Alegria é só uma palavra que descreve o prazer em outras palavras, uma palavra mais social.

A Felicidade é um sentimento que expressa de alguma forma, satisfação em ter uma necessidade saciada, um projeto realizado.
Um ambiente favorável deve gerar prazer e incentivar a aproximação do indivíduo. Um mundo neutro deve inspirar indiferença. Locais hostis são desagradáveis e devemos evitá-los.

3 comentários:

anônimo disse...

Tinaaaa!!!!
Ahh adoreiiiiii o blog.
beeeeeeijos
Paola Borges

Nanda Assis disse...

bacana as definições.

bjosss...

Pedro Luso de Carvalho disse...

Cris,

Não é tarefa fácil vencer essas barreiras emocionais, como ocorre com a timidez, e as outras emoções por ti mencionadas. Mas é sempre bom ler sobre esses sentimentos.

Abraços.
Pedro.